Fone: (41)99620-6720 | E-mail: contato@audiconsul.com.br | Chat online |

Plataforma Sage

Blog

Abertura de Empresa em Curitiba: Passo a Passo

A abertura de empresa em Curitiba segue o mesmo processo de todo o restante do país. Confira o passo a passo completo para iniciar seu negócio.

Abertura de Empresa em Curitiba: Passo a Passo

A abertura de empresa em Curitiba segue o mesmo processo de todo o restante do país. Confira o passo a passo completo para iniciar seu negócio.

Tanto a abertura quanto o gerenciamento de empresa requer do futuro empreendedor um conjunto de habilidades e informações.

Por exemplo, você deve entender como funciona o mercado, de que forma pensa seu público e como planejar cada etapa.

Além disso, é fundamental buscar informações sobre marketing digital e fluxo de caixa.

Parece muita coisa, mas não se preocupe. A seguir preparei um passo a passo simples que te permitirá seguir o caminho para ter um empreendimento de sucesso.

Confira 6 Passos Sobre Abertura de Empresa em Curitiba


Saiba que a abertura de empresa em Curitiba é relativamente simples e embora exija os conhecimentos já citados aqui, basta seguir esse passo a passo que avançará no seu objetivo.

1.   Defina Qual Tipo de Negócio Deseja Abrir


A primeira dica de abertura de empresa em Curitiba é definir qual tipo de negócio deseja construir.

A princípio, pense em um nicho de mercado, algo que goste ou que já tenha alguma experiência.

Em seguida, encontre uma área dentro desse nicho de marcado, pesquise e encontre algo lucrativo.

2.   Veja Se a Ideia Tem o Seu Perfil


Vamos supor que tenha escolhido trabalhar no ramo de fitness. Será que esse empreendimento tem o seu perfil?

Primeiro observe se o mesmo promove ganhos no tempo que você deseja. Busque saber também se é um negócio que exige altos investimentos e também se vai lhe tomar muito tempo.

Sendo assim, se no final entender que ele faz o seu perfil, pode partir para a etapa seguinte.

3.   Reúna Informações Importantes Sobre o Negócio


Para concretizar um negócio é fundamental ter um perfil empreendedor, mas não se preocupe. Se não nasceu com ele, pode muito bem desenvolvê-lo.

Um individuo com essa característica geralmente “fareja” uma boa ideia, mas não é apenas isso.

Assim que percebe que pode obter sucesso, a mente empreendedora busca conhecimento. A dica é pesquisar sobre:

- Mercado: Antes de dar entrada em toda a papelada para abrir sua empresa, descubra se a mesma é viável.

Para isso, colete dados que te possibilitam criar um plano de negócio, o documento que torna o negócio real.

Dentre essas informações estão: quais produtos possuem boa saída, quais estratégias os concorrentes estão usando, como encontrar bons fornecedores, qual o índice de lucratividade, etc.

- Localização do empreendimento: A localização aqui é muito importante, pois pode determinar o sucesso ou não do empreendimento.

Por isso, é necessário pesquisar por pontos bem localizados e que caibam no seu orçamento.

- Finanças: Outro ponto que deve ser muito bem estudado é a gestão financeira.

Em suma, a gestão financeira é um conjunto de procedimentos administrativos que se baseia em: planejamento, análise, e controle de todas as atividades financeiras do negócio.

- Marketing: Por fim, procure entender sobre estratégias de marketing direcionadas à sua área.

Logo, entenda marketing por um conjunto de atividades direcionadas para atender às necessidades e desejos dos consumidores.

De posse desse tipo de informação você certamente conseguirá saber com quais produtos deve trabalhar, qual preço colocar, etc.

Assim sendo, aumentará suas chances de atender às expectativas do seu público-alvo.

4.   Organize-se


Se seguir adequadamente as etapas anteriores, nesse estágio estará com muitas informações em mãos.

Por conseguinte, o trabalho agora é conseguir organizar absolutamente tudo!

Mas como organizar? Bem, o primeiro passo é criar um plano de negócios, pois nele constará os dados obtidos.

Por exemplo, em uma das fases desse documento você precisará de dados sobre preço de aluguel, e produtos para poder concluir seu orçamento.

5.   É Hora de Colocar a Mão na Massa


Sim! Com seu plano de trabalho pronto e a ideia já validada é chegada a hora de registrar o negócio.

Enquanto olhamos papéis e imaginamos o futuro parece que o negócio está distante, mas quando partimos para o registro sentimos que a coisa vai acontecer.

Este também é um passo fácil, mas que demanda um pouco de trabalho para reunir a documentação.

Por certo, você encontrará um pouco de dificuldades nessa parte burocrática, mas não tem jeito. Ela é necessária!

Procurar ajuda profissional pode ser o melhor caminho aqui, tendo em vista que terá muitas outras ações a serem realizadas.

12 de Março de 2020